quarta-feira, 6 de maio de 2009

Parabéns

Parabéns a vocês, meus avós.

"Parabéns avô" Dir-te-ia eu hoje, se estivesses aqui. Dar-te-ia um beijinho na testa, onde tinhas aquele pequeno galo. Sairia do quarto azul e voltaria atrás para dar outro. Não fosse esse o último.
Não daria mais importância ao dia de hoje que daria aos outros. Seria mais um dia contigo e com tudo o que me deste.

"Parabéns minha querida avó" digo-te eu hoje. Se estivesse ai, abraçar-te ia até berrares comigo. Pegava-te ao colo até dizeres para eu estar quieta. Dava-te beijinhos até me mandares pôr a mesa. Provavelmente o que faria, seria sentar-me no sofá a ver televisão ou ir para cozinha comicar o lanche.

Não estás aqui, avô, e eu não estou aí, avó. Mas nada muda. Não muda quem foram e quem são. Não muda o meu passado nem a minha pessoa. Não muda o que sinto. Só mudam as saudades. Essas crescem.

Mas como disseste avó, "Sorrio à vida, fazendo por esquecer que ela nem sempre me deu razões para isso. Mas deu-me tanto de bom, sorrio-lhe pois."

Eu sorrio à vida não pelas saudades que me deixa, mas pelas razões que me deu para as ter.

Muitos beijinhos.

7 comentários:

SV disse...

vaca. comecei a chorar logo na primeira linha. e tou no escritório. nao se faz.

mami disse...

eu já em casa, lágrimas cairam 4 a 4. Gostaria de ter escrito este texto aos meus pais. Mas fico feliz por teres sido tu. Bem hajas, como diria o tio Fernando

anne claude disse...

que bom ver tamanho amor espelhado em palavras. és um orgulho meu bem!=) (e olha que quase chorei, e nem sou da familia...!) eheh** saudades!

Princesa Verde disse...

Já me tinham avisado que tal post iria causar lágrimas... já estava de sobreaviso. Sorri. Sorri por pensar que há tantos sentimentos que temos em comum, tantas coisas boas que se sobrepõem a qualquer coisa, mesmo quando há divergências e discussões. Sorri por pensar que tenho saudades tuas. Porque também gosto de apertar a avó e de lhe dizer que gosto dela, muito. Sorri porque gostava de ter dado um beijinho na testa do avô, junto do galinho que ele ali tinha.

Beijos, minha linda!

Ps: Oferecemos um computador à avó, agora sim vai saber o que é ter um computador, ir ao messenger, ver emails, fazer pesquisas, e o mais importante, comentar blogs (os nossos blogs)sem ter que esperar o tempo de um almoço inteiro.

Cate disse...

Tão querida. Gostei de ler.

avó disse...

OBRIGADA,por mim e pelo avô, é tudo o que posso dizer por agora... Como não hei-de sorrir à vida, mesmo que por entre lágrimas,se tenho prendas como esta que me deste agora? ENORME BEIJO

sara mana disse...

chorei outra vez, por ler os comentários. bah